segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Divulgamos - «O NADA foi relançado no Oceano Atlântico»

No dia 11 de janeiro de 2017, às 10h45, o NADA foi lançado no Oceano Atlântico entre o Continente e a Madeira pela tripulação do navio Insular, da Transinsular (Grupo ETE).
Munido de um equipamento GPS e totalmente dependente da força dos ventos e das correntes, este pequeno veleiro foi trabalhado e decorado por alunos da Escola Secundária Anselmo de Andrade que participaram no projeto "Leva Portugal ao Mundo".

Com o fantástico apoio da Transinsular foi agora possível relançar o NADA numa posição mais propícia para que siga para oeste. "Leva Portugal ao Mundo" é um projeto educativo coordenado pela EMEPC com a parceria do Instituto Superior Técnico (centros de investigação DSOR Lab - Dynamical Systems and Ocean Robotics Lab e Maretec - Marine Environment and Technology Center). 

 Em Almada, o projeto contou com o apoio do Clube Náutico de Almada. 

Sigam o percurso do NADA em www.nefsc.noaa.gov/drifter/drift_ep_2016_2.html


Saiba mais sobre o projeto "Leva Portugal ao Mundo" em http://www.emepc.pt/…/kit-d…/projetos/leva portugal-ao-mundo.








Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Fernando Pessoa, Tabacaria





quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

27 de janeiro - Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto


O Clube Europeu e a Biblioteca Escolar dinamizam uma sessão com a escritora Conceição Dinis Tomé, no âmbito da evocação do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

A autora irá falar do seu livro "O Caderno do Avô Heinrich" que aborda a temática histórica em apreço. 

O Caderno do Avô Heinrich, vencedor do Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2012, na categoria Literatura Juvenil, é obra recomendada pelo Plano Nacional de Leitura. Conta-nos a história de dois amigos que se conhecem no início da 2ª Guerra Mundial, na Polónia, Heinrich (alemão)  e Jósef (judeu polaco). Irão primar pela sua amizade, não obstante o sofrimento e o horror impostos por uma guerra incompreensível.

O encontro realiza-se na Biblioteca Escolar pelas 11:30 horas, seguida de uma sessão de autógrafos.


Local: Escola Básica e Secundária Anselmo de Andrade
Organização: Clube Europeu e Biblioteca Escolar

       Evocar o Holocausto
       Representação 11ºB e Curso Profissional de Artes do Espetáculo
       Holocaust «Never again!» - Intercâmbio com escola italiana
       Encontro com a Escritora Conceição Tomé autor ade O Caderno do Avô Einrich 
        9º ano A e E
       Projeção de Vídeos e Filmes
 – 10h00 – O Cônsul de Bordéus (Aristides de Sousa Mendes)  

 – 11h40 – O Rapaz do Pijama às Riscas 
 Exposição na biblioteca de obras e filmes que versam a temática do Holocausto.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Divulgamos- "Pessoa em todo o lado" - Texto da aluna Carolina Viana

Pessoa em todo o lado

O ícone português.
É conhecido pela dotada veia que possuía para a escrita. Desdobrava-se em múltiplos sem deixar de ser um. Poemas, reflexões, contos… inúmeros são os documentos que foram escritos, horas a fio, de pé e de frente para a sua secretária como o próprio preferia.

Louco para a época como todos os outros modernistas que integraram a revista Orpheu, revista esta de curta duração, mas suficiente para chocar as mentes conservadoras da época. Pessoa era um intelectual que gostava de exibir roupas caras e gastava grande parte do seu salário na sua grande paixão, os livros. Na altura um mero tradutor, que se ocupava a escrever, hoje o grande escritor que nos ocupa a ler.

Agora, após ter estudado esta célebre personalidade portuguesa, estou certa que é, sem dúvida, uma das melhores referências que pode estar associada ao nosso país. Morreu, mas continua vivo todos os dias, nas aulas de Português, nos passaportes dos cidadãos portugueses, em cartões multibanco, em museus, na estação do metro, nos livros, junto do café A Brasileira… em todo o lado. Pessoa está todos os dias, em todo o lado. Pessoa é uma figura intemporal assim como a sua arte.

                                                      18 de novembro de 2016

Carolina Viana  (turma 12ºA)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Divulgamos - O jardim de Miró - Grupo Pré-B-Feliciano Oleiro

O grupo da Pré B da EB/JI Feliciano Oleiro fez uma incursão pelo quadro Jardim, do pintor Joan Miró.  


A professora Helena Duarte, no âmbito da Educação pela Arte e estimulando a capacidade criativa e imaginativa dos seus alunos da Pré-B, desafiou-os a fazerem uma incursão pelo Jardim de Miró e, "à maneira de Miró", partirem à sua descoberta, o que resultou numa interpretação vibrante. A exposição estará patente na EBSAA, entre 16 e 20 de janeiro de 2017, em parceria com a biblioteca escolar.  

Publicamos, seguidamente, o texto da Educadora Helena Duarte, a contextualizar a exposição: 







«No âmbito da educação estética e artística, foi realizado um trabalho de inspiração no «Jardim» de Miró. Primeiro as crianças tiveram  a oportunidade de, livremente, fazerem um trabalho com pincel e tinta preta em folha A4, utilizando o «pincel» como se fossem desenhar. 

Depois pesquisámos alguns trabalhos de Miró, selecionámos o «Jardim». As crianças observaram e escolhemos quatro elementos. Cada criança escolheu um e reproduziu. Primeiro, fizeram apenas o «desenho» a preto e, depois de seco, coloriram.




As crianças comentaram a obra de Miró e disseram que parecia ter «vários elementos de desenhos de crianças». 


Interpretação do Jardim de Joan Miró realizada pela PRÉ-B 
da EB/JI FELICIANO OLEIRO



Quadro - JARDIM, Miró (Reprodução)



Visita do 8ºE à caravela Vera Cruz-Projeto Ler+Mar-Bibliotecas Escolares

Bem vindos a bordo da Caravela Vera Cruz!

Réplica fiel de uma caravela quinhentista portuguesa, única em Portugal e no Mundo.

«Hoje, 30 de novembro do Ano da Graça de 2016, quarenta e nove marinheiros , um escrivão, um capitão, um capelão, um mestre e um piloto da Escola Básica e Secundária Anselmo de Andrade, iniciaram uma Viagem com mais de quatro séculos.

Abençoados pelos Projetos Ler + Mar e Mar de Leituras que a dinamizou, a sua entrada na Caravela Vera Cruz constituiu o início de uma longa travessia pelos mares antes por nós já navegados, um redesbravar de territórios e de culturas, um redescobrir de saberes de Portugal no Mundo na época da Expansão.

As suas aventuras, vivências e experiências serão registadas nos Diários de Bordo com descrições precisas das Mil e uma viagens pelo mundo e dos  Relatos de Encontros.
Levantar âncora. Marinheiros prontos a remar. Velas recolhida.

A caravela vai partir…»

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Divulgamos - António Guterres, Secretário Geral das Nações Unidas






António Guterres foi confirmado, ontem, 12 de dezembro, "como o novo secretário-geral designado das Nações Unidas pela Assembleia Geral. Ele tomará posse em 1 de janeiro de 2017, para um termo de cinco anos.
Em documento apresentado para sua candidatura ao cargo, o português António Guterres defendeu a reforma e a inovação das Nações Unidas. O foco da visão de António Guterres para o futuro da ONU está no combate aos abusos de direitos humanos; na promoção da autonomia feminina; na prevenção de conflitos; no combate ao terrorismo e na “mobilização coletiva contra a intolerância e a radicalização”.
O engenheiro António Guterres tem 67 anos e nasceu em Lisboa. Foi primeiro-ministro de Portugal entre 1995 e 2002. Alguns anos depois, em 2005, foi nomeado alto comissário da ONU para os Refugiados, cargo que exerceu até dezembro de 2015." 
Via UNMULTIMEDIA





Discurso audio disponível em : http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2016/10/discurso-antonio-guterres-em-ingles-frances-e-espanhol/#.WE_narKLS00.


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Ler a meias...em quarto crescente ...Na EB/JI Feliciano Oleiro


As sessões «Ler a meias» são sempre mágicas e aconteceram mais ua vez aconteceu naEB/JI  Feliciano Oleiro.

A Professora Manuela Caeiro visitou as turmas A e B do 4º ano de escolaridade e deixou-nos o seguinte apontamento: 


O outono, a chuva e um discreto guarda-chuva preto, perdido, deram o "pontapé de saída".
Continuámos com poesia popular portuguesa. 
Seguimos adiante com O homem que não queria sonhar... 
A todos deu o tranglomanglo!...
Por fim, uma história de Natal: Um homem não chora. 
(Claro que pode chorar, mas tem de ter ânimo!... E uma mulher..., a mesma coisa!...)
O 4ºA ouviu o conto até ao fim. O 4º B ficou curioso para saber o resto... Pois, a campainha não perdoou... O desfecho será desvendado em janeiro! J
 À despedida, iam satisfeitos:
- Bom Natal!
- Feliz Ano Novo!


O 4º A, da professora Cristina Alves
O 4º B, da professora Isabel Rosa
Bibliografia:
Alice Vieira (Org.), Eu bem vi nascer o sol, Antologia da poesia popular portuguesa, Círculo de Leitores (e Caminho)
Álvaro Magalhães, O homem que não queria sonhar e outras histórias, ASA
Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, Natal! Natal!, Caminho
Davide Cali/Valerio Vidali, Um dia, um guarda-chuva..., Planeta Tangerina